top of page

Peça teatral - O Voo Juriti

O texto o Voo do Juriti de Carlos Pereira, foi criado a partir das memórias do autor que mora há 50 anos no setor Crimeia Leste, chegando na região ainda criança no ano de 1969. Localizado na região Norte de Goiânia, parte da cidade sempre esquecida pelo poder público, o bairro teve nas décadas de 70 e 80 um campo de futebol (terrão) que era o ponto de encontro da comunidade.




Além de ser palco de revelações de muitos craques, com uns chegando à seleção brasileira, indo jogar na Europa, o campão de terrão do Crimeia Leste, um dos mais agitados da época com batalhas históricas entre os diversos times formados, chegando a levar cerca de 2 mil pessoas em um jogo decisivo, servia também como um caminho para que os encontros acontecessem e histórias se formassem. Passado algum tempo, a urbanização e o interesse especulativo imobiliário, mesmo com resistência da comunidade, pôs fim ao campo de terra e o poder público na época não se preocupou em criar alternativas de convivência comunitária. No lugar do campão de terra, surge uma praça vazia, fria, vazia de emoções. Passando algum tempo, dois jovens, que eram meninos na época do fim do campão, sentiram saudades das emoções que emanavam ao redor do campo de terrão. Conversa vai, conversa vem com o objetivo de fazer um evento que estimulasse a volta da convivência comunitária no bairro, estes dois jovens, Ricardo Edilberto e Claudio Elias criaram, em 1993, o 1º Festival Juriti de Música e Poesia Encenada. Como eles mesmos falaram na época, foi um evento simples, feito com o apoio da comunidade e dos comerciantes da região, mas que teve, para surpresa até deles, boa repercussão entre os artistas goianienses e na mídia em geral. Mas as dificuldades de se fazer um evento de grande porte sem o apoio do poder público eram grandes e o festival ficou adormecido por 16 anos, voltando só em 2009 com o apoio das leis de incentivo à cultura, instrumento hoje muito importante para o fomento cultural deste país. A partir daí, o festival cresceu e chega neste ano na 7ª edição, revelando vários artistas importantes hoje para a cena cultural de Goiás, entre eles, as bandas Carne Doce, Chá de Gyn, Mundhumano, The Galo Power, Erotori, Ave e Eva, Passarinhos do Cerrado, Pó de Ser, Terra Cabula entre outros tantos seres músicos, cantores, compositores, poetas, atores e artistas cênicos na interpretação das poesias. Apesar de ser competitivo, o festival se caracteriza pela confraternização de artistas de vários setores culturais de Goiás e do Distrito Federal, buscando ainda trazer atrações especiais nacionais como Jorge Mautner, Badi Assad e Walter Franco. A 7ª edição do festival está em curso e, devido à pandemia, será feito neste ano ainda de forma virtual. O Voo do Juriti é um recorte de uma comunidade, mostrando a importância de se criar alternativas para que as pessoas possam se expressar de alguma forma, transformando e alterando para melhor a realidade das pessoas que ali vivem.


“Se queres ser universal, começa por pintar a tua aldeia” - Tolstói

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page