top of page

Os selecionados do Juriti

Atualizado: 5 de dez. de 2023

O Festival anuncia poemas e músicas escolhidas para sua 7° edição, que neste ano acontecerá em formato virtual por conta da pandemia.



Escrito por Carlos Pereira,

no Jornal- O Diário Da Manhã.

Imagem- atriz e escritora Sandra Santiago primeiro lugar em poesia encenada na 6° edição do Juriti.



Ricardo Edilberto, coordenador geral do Juriti, diz que a coordenação, devido ao grande número de inscritos e a qualidade dos trabalhos, resolveu ampliar de 12 para 20 o número de concorrentes de cada área. Todos os 40 concorrentes, 20 de cada categoria, vão receber R$ 300,00 de ajuda de custo. Os três primeiros colocados de cada cate- goria receberão premiação em dinheiro:R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respec- tivamente.7 de novembro em formato de lives pelo canal do festival no Youtube.


Ricardo Edilberto, coordenador geral do Juriti, diz que a coordenação, devido ao grande número de inscritose a qualidade dos trabalhos, resolveu ampliar de 12 para 20 o número de concorrentes de cada área. Todos os 40 concorrentes, 20 de cada categoria, vão receber R$ 300,00 de ajuda de custo. Os três primeiros colocados de cada categoria receberão premiação em dinheiro:R$ 3 mil, R$ 2 mil e R$ 1 mil, respectivamente.


O curador de Poesia, poeta e drama- turgo Leo Pereira, afirma que se deparou com uma situação difícil para fazer a seleção devido à quantidade e qualidade dos poemas inscritos. “O conjunto de 64 poemas inscritos foi lido por três vezes em ordens invertidas sem julgamento. A partir da terceira leitura foi iniciada a cura dos selecionados. Parabéns aos excelentes poetas que compuseram o todo”, diz o curador, em trecho escrito para apresentar os selecionados.


“Coube-me a responsabilidade de o olhar da curadoria ser único dentro de um instante único. Isto significa que se eu fosse julgá-los amanhã, talvez já não fossem os mesmos. Poemas e poetas são como todos os corpos que limpam e organizam a cidade: Por isso dói. Dói fazer poema e dói também ser juiz de poesia”, completa Leo.

A curadora de música, soprano, atriz e professora Mylena Avien, também afirma ter tido dificuldade em selecionar os 20 finalistas. “Este ano tivemos um recorde de inscritos e foi muito difícil a seleção em meio a tanta coisa boa. Todos estão realmente de parabéns! É muita gente fazendo música de qualidade e o mundo precisa ouvir isso! Vozes belíssimas, harmonias sensacionais, melodias incríveis, letras espetaculares! As composições inscritas são, de fato, dignas de palcos importantíssimos deste mundo afora. E os que não foram selecionados: não desistam, jamais!", aponta a curadora.



O coordenador geral do 7º Juriti, Ricardo Edilberto, declara que a produção está trabalhando para que o festival ocorra da melhor maneira possível no formato virtual.


“Essa experiência virtual tem sido desafiadora pra gente. O Juriti sempre teve um público muito fiel. Então, apesar de observarmos um crescimento significativo a cada edição, tanto de público quanto de número de inscritos, a gente vê que aquelas pessoas que estiveram em edições anteriores, elas voltam, e aí nossa família só cresce.”

Esse crescimento, segundo Ricardo, é desafiador, com artistas que participaram de edições anteriores, voltando a voar no Juriti, agora em formato virtual.

“ Talvez seja isso o que nos deixa mais angustiados. Como manter essa relação familiar com o público e os artistas nesse ambiente virtual? Vou ser sincero... Não temos todas as respostas ainda. Já decidimos algumas coisas. Vamos fazer lives, vai ser no final de novembro. E tem outras histórias já bem encaminhadas, mas não podemos divulgar enquanto os martelos não estiverem batidos e as pontas dos pregos viradas”,diz.

À DISTÂNCIA


Outra questão importante levantada pela produtora Lara Morena, também à frente da coordenação geral do 7º Júri, é a manutenção do formato virtual pelo fato da pandemia ainda preocupar o mundo. “Por mais que a pandemia tenha arrefecido nos últimos meses, não nos sentimos seguros para uma aventura presencial, mas temos que partir pros finalmentes. A gente sente essa expectativa nos comentários nas redes sociais, nós mesmos da equipe... Esse edital é de 2018. Cada vez que adiamos é muito frustrante. Então é isso, vamos nessa. Fiquem ligados. Em breve daremos mais notícias. O Juriti continuará voando com seu grande passaredo de público e artistas. Um voo virtual, mas alvoroçadamente performático, como sempre”, conclui a produtora.


Selecionados para música


- A Bença – Rodolfo Vieira – Goiânia – GO

- Cabra Santa – Ricardo Batista – Banda Feijão – Brasília – DF

- Camará – Layla Jorge – Brasília – DF

- Conversa Informal – Adriel Vinicius – Goiânia – GO

- Demita Seu Patrão – Chá de Gim – Goiânia – GO

- Dia de Feira – Kirá e a Ribanceira – Brasília - DF

- Dois Bonecos no Forró – Victor Angeleas – Brasília – DF

- E a Vida Segue – Andrea Aiko – Brasília – DF

- Escravidão – Gabriel Cabeça – Pirenópolis - GO

- Imagina – Anna Moura – Brasília - DF

- Mais ou Menos – Simião Mendes – Goiânia – GO

- Maramor – Erika Ribeiro e Carla Costa – Goiânia – GO

- Maré de Lua Cheia – Clara Mendes – São Jorge, Alto Paraíso – GO

- Morador – Distoppia – Goiânia – GO

- Nada é Eterno – Brunê – Aparecida de Goiânia – GO

- O Último Tamoio – Wellington Pavas – Goiânia – GO

- Pelas Verdades – Rodrigo Martins de Melo – Caboclo Roxo – Goiânia – GO

- Pipoca Doce – Erotori – Goiânia – GO

- Raízes – Thuyan Santiago – Brasília – DF

- Vida e Morte – Ingrid Lobo e Emanuel Mastrella (Manaié) – Goiânia – GO


Selecionados para poesia


- 17 – Rosa Neves (Jheferson Rodrigues Neves, autor) – Aparecida de Goiânia - GO

- 26 de fevereiro – Jhey Matos – Goiânia - GO

- A coisa tá feia – Daniel Catoira – Goiânia - GO

- A lagartixa – Otavio Maciel – Goiânia – GO

- Abismo – Danyel Rodrigues de Carvalho – Goiânia – GO

- Blues – Joaquim Onofre Silva Neto – Goiânia – GO

- Eternamente criança – Andressa Alves Tedesco de Almeida – Goiânia – GO

- Ficção – Fabio Alves de Brito – Goiânia – GO

- Loucamente – Samuel Melo Maximino – Goiânia – GO

- Mastigando vidro – Adalberto Henrique Castelo Branco Rabelo Filho – Goiânia – GO

- Odoyá – Luna Constantino – Goiânia – GO

- Patriolândia l – Guilherme Nélio Freitas Chapini – Goiânia – GO

- Poema para fim de pandemias – Marcos Davi – Brasília – DF

- Professor de poesia – Zelda (Danilo Neves) – Goiânia – GO

- Sereia – Adeilton Lima – Brasilia -DF

- Sobreviver é privilégio – Lohana Kárita Teixeira – Goiânia – GO

- Tratado completo da humanidade sobre a flor – Victor Lima Abrão – Brasília - DF

- Tem gente aqui – Pedro Stenio Caroca da Silva Barreto – Brasília – DF

- Tratado geral sobre o incerto – José Pedro Morais de Araújo – Goiânia - GO

- Vende-se aqui resiliências futuros e utopias – Luiza Camilo – Goiânia – GO

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page