top of page

Dia Nacional do Livro Infantil

Atualizado: 5 de dez. de 2023


Hoje, 18 de abril é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil. Essa data foi escolhida, por ser aniversário de Monteiro Lobato, considerado o pai da literatura infantil no Brasil, pois foi o primeiro escritor brasileiro a dedicar-se à escrita de obras para esse público.


E para comemorar esse dia tão especial fizemos uma lista com alguns dos clássicos nacionais da literatura infantojuvenil.


1- O meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos

Publicado pela primeira vez em 1968, conta a história do menino Zezé e seu amigo vegetal Minguinho, o pé de laranja lima, com quem desabafa, pois seu mundo não se restringe à fantasia infantil. Zezé vive uma dura realidade: a violência doméstica. Realidade amenizada pela sensibilidade e carisma do protagonista e por sua amizade com Manuel Valadares, o Portuga.


2- Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado

Publicado em 1981, o livro surgiu do desejo da autora de falar sobre os seus avós para os seus filhos. A partir de um velho retrato, a protagonista desenvolve um relacionamento imaginário com a bisavó e, a seguir, com sua futura bisneta. O diálogo de Bel com o passado e o futuro é uma mistura encantadora do real com a fantasia, levando o leitor a perceber as mudanças no papel da mulher na sociedade.


3- Chapeuzinho Amarelo (1970), de Chico Buarque

A protagonista da história de Chico Buarque ilustrada por Ziraldo é uma menina que basicamente tem medo de tudo. A história contada por Chico encoraja as crianças a enfrentarem os seus medos particulares e as empodera estimulando-as a seguir em frente, apesar dos seus maiores temores.

4- O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado

Escrito em 1948, a obra conta a história do o amor inusitado de um casal que pertence a duas espécies que geralmente não se entendem: um gato e uma ave. O relacionamento gera preconceitos e provoca reações de estranheza nos outros. Contudo, esta história é uma lição inspiradora sobre sermos verdadeiros com aquilo que sentimos.


5- A Bolsa Amarela, de Lygia Bojunga

Publicado em 1976. Esta é, sem dúvida, uma das mais importantes e premiadas obras da literatura infantil nacional. O livro conta a história de Raquel, uma menina que ganha uma bolsa amarela da tia. Nela, coloca os seus três principais desejos: crescer, ter nascido menino e se tornar escritora.


6- Contos de Morte Morrida, de Ernani Ssó

Publicado em 2007, pode não ser considerado um clássico, ainda! porém é uma sem dúvidas uma indicação incrível! Com o humor seco e a dignidade que o tema merece, e com a leveza e a cadência da narrativa oral, Ernani Ssó conta nove histórias em que o protagonista é a Morte. Não aquela simplesmente má - a que dá aquelas gargalhadas estrondosas -, mas a Morte em seus vários disfarces, encenando a grande personagem que é.


7- O gênio do crime, de João Carlos Marinho

Esse livro é o precursor da literatura policial juvenil no nosso país. O grande mistério gira em torno de um gênio do crime que comanda uma fábrica de figurinhas falsificadas. Sim, aquelas figurinhas dos famosos álbuns que marcaram presença na infância de muitos. É então que a turma do Gordo se propõe a descobrir quem é esse vilão ardiloso que anda falsificando as figurinhas.


8- História do mundo para as crianças, de Monteiro Lobato

O homenageado do dia não podia ficar de fora dessa lista, né??

Dona Benta adora contar histórias de reis e rainhas, seres fantásticos e contos clássicos, mas desta vez ela vai contar uma história bastante comprida: a história do mundo! A turma do sítio vai conhecer todos os capítulos dessa trajetória, desde a explosão que deu origem à Terra até a explosão que pôs fim à Segunda Guerra Mundial. Cada trecho recebe os comentários e análises de uma turma que não cansa de aprender.


9- Ruth Rocha conta a Odisseia, de Ruth Rocha

A Odisseia é um dos principais épicos da Grécia Antiga, atribuído a Homero. É, de certa forma, uma sequência de outra grande narrativa: a Ilíada, que retrata os últimos dias da Guerra de Troia. Na Odisseia, temos relatado o regresso do protagonista, um dos heróis desta guerra, chamado Ulisses. Neste volume, Ruth Rocha respeitando o espírito da narrativa original reconta um dos mais emocionantes clássicos da literatura Universal.


10- A Arca de noé, de Vinicius de Moraes

"Arca de Nóe" é também o título do primeiro poema deste livro. O conjunto é formado por 32 poemas, a maioria sobre bichos, e inclui os que constam dos discos Arca de Nóe 1 e 2. Alguns foram musicados pelo próprio Vinicius de Moraes e se tornaram clássicos da MPB para crianças. Todos são poemas feitos para ler, aprender de cor ou cantar.


Sem dúvidas muitos destes fizeram parte da sua infância, não é mesmo??? Conta para mim, qual deles é o seu favorito???

.

.

.

Apresentação:


“Este projeto foi contemplado pelo Edital de Arte nos Pontos de Cultura Aldir Blanc - Concurso nº 02/2021-SECULT-GOIÁS – Secretaria de Cultura - Governo Federal"....






Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page